Xerox apresenta a impressora Trivor 2400

Para muitas impressoras comerciais, a economia de custos derivada da tecnologia de jato de tinta foi compensada pela despesa de revestimento de papel ou ter que comprar papel revestido a jato de tinta especial. Agora, a Xerox busca gerar maior economia de gastos para as empresas com a nova tecnologia de tinta High Fusion, que produz resultados de alta qualidade, sem a necessidade de processos de revestimento intermediários, primers ou hardware adicional.

A impressora Trivor 2400 High Fusion Inkjet permitirá às empresas de impressão expandir sua gama de impressões em jato de tinta, para produzir trabalhos personalizados com maior custo-benefício, como mala direta, catálogos, revistas e livros coloridos. A tinta High Fusion foi especialmente formulada para otimizar a impressão e a secagem em materiais revestidos offset, incluindo matte, silk e glossy, de 60 a 250 gsm.

“A velocidade, a grande variedade de cores e a capacidade de imprimir em estoque revestido com compensação regular, sem pré ou pós-tratamento, fazem da Trivor 2400 uma inovação revolucionária na produção de jato de tinta”, disse David Zwang, consultor principal da Zwang & Co.

Embora a High Fusion Ink seja otimizada para papéis offset , ele também funciona em uma variedade de mídia não revestida, proporcionando uma opção econômica para um conjunto versátil de trabalhos de impressão.

A impressora profissional Xerox Trivor 2400 High Fusion Inkjet Press estará disponível para instalações a partir de outubro em todo o mundo.

Saiba mais sobre tipos de papéis

Papel Offset:
Tem um acabamento liso e é usado para impressões em larga escala e custo baixo. É indicado para papel timbrado e bloco de notas.
Papel Reciclato:
É o papel offset reciclado. Possui uma cor parda, aspecto diferente e mais resistência em relação aos outros tipos de papéis. Indicado para papel timbrado e bloco de notas, segue o conceito sustentável.
Papel Couché Brilho:
É mais liso e uniforme para receber a tinta, destacando imagens e cores. Indicado para interior e capas de catálogos, flyer e cartões de visita.
Papel Couché Fosco:
Deixa a cor mais pura, absorvendo mais luz e enriquecendo o trabalho. Indicado para folder, cartaz, flyer e cartão.

Transfer: Entenda o que é e o que é possível fazer.

O transfer é muito utilizado para personalizar camisas, caneca, etc. O processo consiste em imprimir em um papel especial, seja jato de tinta, laser ou offset, cuja imagem impressa será transferida para outra superfície através de calor e pressão.

Para trabalhar com transfer, é necessário ter em mente qual tipo de impressora você vai utilizar, pois o tipo do papel muda também. A impressão na jato de tinta costuma ser mais lenta, mas o preço é muito mais acessível. A impressão a laser é mais rápida e possui maior qualidade. Já a Offset é a impressão “mestre”, pois é a melhor das três opções.

Conheça a tinta fluorescente para impressão Offset.

Hoje vamos mostrar algumas dicas para quem pretende imprimir em offset com tintas fluorescentes.

Começando pelo fundo, esse tipo de tinta é semi-transparente. Logo, é imoprtante imprimir em fundos brancos e opacos. Imprimir em fundo escuro pode diminuir o brilho fluorescente.

Com relação à impressora, ela deve estar limpa, principalmente seus roletes, pois assim garante o brilho das cores fluorescentes. Se mesmo assim a impressão não sair limpa e brilhante, o recomendado é checar a tinta, pois pode ser que ela esteja contaminada.

Como esse tipo de tinta é resistente a emulsão, ela deve funcionar bem em uma gama de impressoras. Os sistemas Dahlgren e os convencionais em impressoras grandes são plenamente compatíveis com essa tinta.

As tintas fluorescentes funcionam melhor em soluções fontes com pH 4 – 5,5. A adição de até 25% de álcool isopropílico na solução fonte auxiliará nas propriedades anti-emulsificação da tinta. Soluções Fontes contendo substitutos de álcool também funcionará, mas a espessura do filme deverá ser reduzida para ter um resultado melhor.

As tintas ARON devem ser escolhidas por suas propriedades dominantes de emissão de comprimento de ondas e resistência química geral e modos a dar características da curva de espectro que podem ser modificadas pelo usuário com a adição de pigmentos não fluorescentes, carbon black, dióxido de titânio como opacificante, absorventes UV e branqueadores ópticos.

O forjador ou malfeitor não estará ciente que o produto que tem em mãos está preparado com pigmentos fluorescentes, pois estes estarão mascarados pelos outros colorantes e aditivos adicionados. A tinta azul brilhará fluorescente sob uma fonte de luz UV. Esse processo de impressão é muito utilizado para papéis de segurança bancária, indentificação de produtos, bilhetes de trens e metrôs, ingressos para shows, etc.

Como fazer a manutenção das rolarias offset

Hoje, nós vamos ajudar você a fazer uma manutenção prática das rolarias de impressoras offset. Essas rolarias servem para entintar e molhar a chapa. Por isso, são responsáveis por 60% da qualidade final do produto impresso. Alguns cuidados são necessários para garantir o bom desempenho da máquina. Confira allgumas dicas.

As rolarias podem variar dependendo do fabricante. Algumas máquinas têm 10, 15 ou mais rolos. No entanto, o cuidado é universal para qualquer máquina.

Primeiro você deve ter em mente que todas as rolarias possuem um sistema onde um rolo de borracha não entra em contato com outro rolo de borracha e, sim, um rolo rígido entra em contato com um rolo de borracha. Para que não haja nenhum dano, a superfície dos rolos de borracha devem estar sem nenhuma sujeira ou pequenas partículas. Caso haja, você deve lavar a rolaria com solvente e água apenas.

Outra questão importante para a conservação da superfície dos rolos é descalcificar os mesmos. Isso é feito através da aplicação de produtos específicos, que retiram o carbonato de cálcio e outras impurezas que no decorrer doo tempo acumulam na superfície da rolaria e diminuem a vida útil da mesma.

Na hora de regular a calibração das rolarias, alguns aparelhos podem ajudar como, por exemplo, o durômetro, paquímetro e o calibre de faixas. Alguns cuidados no procedimento mecânico também podem ajudar na conservação. Os rolamentos devem estar em perfeito estado, pois são responsáveis pela performance do rolo durante a impressão. Os rolos devem estar limpos e lubrificados, além de serem monitorados a fim de serem substituídos quando estiverem desgastados.

Com esses cuidados você pode aumentar a vida útil das rolarias da máquina offset em até 40%.

Impressão nanográfica: Komari e Land concretizam parceria.

A Komari, empresa japonesa representada pela Gutenberg no Brasil, está atuando junto com a empresa Land no desenvolvimento da impressão nanográfica. A parceria foi concretizada em 2012, durante o evento da Drupa. A Komari vai ser a fornecedora global de todas as prensas de impressão, enquanto a Land vai fornecer à companhia japonesa a tecnologia e as tintas para o processo de impressão.

Depois de um longo período de testes, os cientistas e engenheiros da Komari concluíram que a nanografia pode atender os anseios de igualar a qualidade e velocidade de impressão offset com um custo mais baixo por página. Tendo isso em vista, a Komari formalizou um contrato de licença com a Land.

Segundo o CEO da Land, Benny Landa, é gratificante ter a Komari como parceira, além de afirmar que suas impressoras são de qualidade e alta performance. Já o CEO da Komari, Yoshiharu Komari, foi surpreendido com o progresso da Land até o momento e acredita que o impacto da nova invenção será muito maior do que a primeira impressão digital.