Bio-impressora 3D será capaz de criar órgãos humanos futuramente.

Um grupo de investigadores chineses desenvolveu uma bio-impressora 3D capaz de criar órgãos humanos futuramente, além de outras partes do corpo. O prazo estimado para que isso se torne realidade é de 15 a 20 anos, visto que é necessário conceber uma interação entre os órgãos artificiais e o corpo.

Isso certamente trará benefícios para milhões de pessoas do mundo inteiro. A bio-impressora 3D, também conhecida como Regenovo, será capaz de construir órgãos com camadas celulares através de um gel biológico, comparando com o tijolo e a argamassa na construção de paredes.

O material utilizado é o hidrogel, que é como a gelatina ou o colágeno e tem as mesmas propriedades físicas do corpo humano. Esse material vai ser utilizado para construir “paredes” em lugares apropriados, como se fossem “tijolos”.

Após supervalorização do mercado de impressão 3D, o setor dá sinais de bolha.

Após uma supervalorização do mercado de impressão 3D, o setor vem dando sinais de bolha. Em fevereiro, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que a impressão em 3D “tem o potencial de revolucionar a maneira com que quase tudo é feito”. No entanto, toda essa promoção vem apresentando dificuldades ao longo desses meses. Continue lendo “Após supervalorização do mercado de impressão 3D, o setor dá sinais de bolha.”