Projeto “Junta Digital” busca digitalizar processos como abertura de empresas

Até o final do ano, todos os serviços oferecidos pelas Juntas Comerciais, como abertura de empresa, certidões e requerimentos, poderão ser acessados por meio digital. Ao menos é o que planeja a Junta Comercial do Estado de Santa Catarina (JUCESC), ao apresentar o projeto “Junta Digital”, feita em parceria com o Sebrae Nacional e Juntas Comerciais de outros estados, como Rio de Janeiro, Bahia e Pernambuco.

Com a “Junta Digital”, não será mais necessário para o empreendedor ter que se deslocar até a sede da Junta Comercial para entregar os documentos e seguir todo o processo de abertura de empresa, por exemplo. Basta utilizar o software, atualmente em fase de testes, e digitalizar toda a documentação. Isso não só deverá agilizar o processo burocrático, como também facilitará consultas posteriores, tanto da própria Junta Comercial, como de outros órgãos públicos. “O diferencial é que a nossa agilidade vai facilitar também o trabalho dos demais órgãos e o contribuinte ganha em comodidade. Sem falar que, especialmente, em períodos de crise como agora, uma facilidade tecnológica como esta estimula quem é de fora a investir aqui”, avalia Julio César Marcellino Jr., presidente da JUCESC.

Esse novo procedimento gerou uma demanda por equipamentos de digitalização no Estado. Apenas a JUCESC recebeu uma emenda de R$200 mil para a aquisição de novos equipamentos. Empresas do setor, como a loja virtual Impressora.com , observaram um aumento na demanda vindo de empresas e escritórios de advocacia, e investem para oferecer melhores ofertas, e um menor prazo de entrega para a região.

“Nós investimos em nossa estrutura logística, visando atender a crescente demanda vinda da região Sul e, principalmente, de Santa Catarina. Em breve iremos oferecer a opção de retirada em nosso galpão para os clientes da Grande Florianópolis, além de sermos capazes de entregar scanners profissionais em apenas um dia útil após o pedido”, afirma Adriana Maia, analista da empresa.

Quando estiver totalmente implementado, a “Junta Digital” deverá registrar eletronicamente cerca de 18 mil processos por mês, além de atender as mais de 660 mil empresas cadastradas em Santa Catarina, caso necessitem atualizar ou alterar informações cadastrais.